Fundação de Messi fará doação de remédios para hepatite C

A Argentina receberá mil doses dos remédios, enquanto outras duas mil serão distribuídas em diferentes países

Madri – A fundação do jogador Lionel Messi iniciou a doação de mil doses de remédios para combater a hepatite C na Argentina e deve entregar outras duas mil em diferentes países para atender um total de três mil pessoas.

Um comunicado emitido nesta quinta-feira pela Leo Messi Management SL ressalta que a fundação do jogador do Barcelona “começou a doar de maneira gratuita parte das três mil doses de remédios para combater a hepatite C, que salvarão outras tantas vidas de pessoas que sofrem da doença”.

A Argentina receberá mil destas doses e as duas mil restantes serão distribuídas em diferentes países para facilitar o acesso a estes remédios a pacientes com poucos recursos.

Messi é o embaixador mundial da campanha ‘Stop The Wait’, iniciada há uma semana em uma cerimônia beneficente no Egito que contou com a presença do jogador.

Na ocasião foi arrecadado o suficiente para adquirir “mais de 25 mil tratamentos que servirão para salvar o mesmo número de vidas de pacientes com hepatite C”, indica o comunicado.

Com esta iniciativa, Messi e sua fundação pretendem “ajudar o mundo a tratar esta doença, evitando longas listas de espera e reduzindo os altos custos com os quais os pacientes devem arcar”.

“Como outro passo para um mundo melhor e seguindo com os objetivos da minha fundação, decidi me somar à luta contra esta doença, apoiando esta causa que procura um mundo livre da hepatite C”, explica Messi.