Funcionários do Banco da Inglaterra fazem greve após 50 anos

Os trabalhadores exigem melhores salários após não chegarem a um acordo para reajustar os vencimentos de acordo com a inflação

Londres – Funcionários do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) entraram em greve de três dias nesta terça-feira, a primeira da autoridade monetária em mais de 50 anos. Os trabalhadores exigem melhores salários após não chegarem a um acordo para reajustar os vencimentos de acordo com a inflação.

Cerca de 40 trabalhadores seguram cartazes dizendo “Equipe do Banco da Inglaterra quer salário justo” enquanto caminham em direção ao edifício do BoE. Eles usam máscaras do presidente da autoridade monetária, Mark Carney, enquanto fazem piquete na frente da instituição.

Um dos líderes do sindicato, Peter Kavanagh, disse que os trabalhadores “não tiveram opção a não ser tomar uma ação industrial”.

O BOE minimiza o movimento, diz que o número de grevistas é pequeno e que “continuará operando normalmente durante esse período”. Fonte: Associated Press.