Fukushima: governo está em ‘alerta máximo’

O governo "vai enfrentar este problema em estado de alerta máximo", disse o premier durante reunião da comissão de orçamento no Senado

Tóquio – O primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, afirmou nesta terça-feira que seu governo está em “estado de alerta máximo” para tratar dos problemas relativos ao acidente na central nuclear de Fukushima.

Kan destacou que a situação permanece “imprevisível” na central nuclear, onde os sistemas de refrigeração de vários reatores seguem avariados e os vazamentos de material radioativo se multiplicam desde o tsunami que atingiu o complexo, em 11 de março passado.

O governo “vai enfrentar este problema em estado de alerta máximo”, disse o premier durante reunião da comissão de orçamento no Senado.