França vende residência de embaixador na ONU

Autoridades chegaram a um acordo para vender a residência de seu embaixador nas Nações Unidas por US$ 70 milhões

Nova York – As autoridades da França chegaram a um acordo para vender a residência de seu embaixador nas Nações Unidas por US$ 70 milhões, US$ 22 milhões a mais do que o valor solicitado quando o imóvel foi colocado à venda.

O comprador do duplex no número 740 da Park Avenue (um dos edifícios mais altos de Manhattan) é o multimilionário Israel Englander, que trabalha no mercado de fundos de alto risco, publicou o jornal “New York Post”.

O preço iguala o recorde para um apartamento de um edifício.

O multimilionário egípcio Nassef Sawiri pagou o mesmo valor por outro duplex no número 960 da Quinta Avenida.

A França comprou o duplex do embaixador por US$ 600 mil em 1979, e o imóvel recebeu várias ofertas superiores ao preço inicial, apesar das exigências do governo francês, como a permanência do embaixador durante algum tempo mesmo após a venda.

O 740 da Park Avenue é um dos edifícios mais conhecidos entre a elite nova-iorquina. Jaqueline Kennedy Onassis foi criada ali, e entre seus inquilinos estão Ronald Lauder (herdeiro do império de beleza Estee Lauder), a estilista Vera Wang e vários milionários do mercado financeiro, como David Koch e Stephen Schwarzman.

O apartamento, de dois andares, tem 18 quartos, sete banheiros, cinco lareiras, elevador privativo e 38 janelas que iluminam o imóvel com luz natural.

Segundo o Post, o embaixador francês na ONU será transferido para um edifício mais simples, na rua 52 junto ao East River, mas continuará a ter vizinhos ilustres, como Henry Kissinger e a atriz Uma Thurman.