França resgatará todos os corpos do voo 447

Restos mortais passarão por coleta de amostras de DNA para que possam ser identificados

São Paulo – A polícia francesa anunciou ontem, em Paris, que decidiu resgatar todos os corpos de vítimas do voo 447 que foram localizados até agora no fundo do Oceano Atlântico. A opção por trazer passageiros e tripulantes à superfície foi tomada depois que um segundo corpo foi recuperado, “com toda dignidade”, pela manhã. Para efetuar os trabalhos, 12 novos especialistas serão enviados para a área de resgate.

Operações realizadas nas manhãs de quinta-feira e ontem permitiram resgatar corpos afivelados aos assentos. Também ficou claro que alguns objetos dispersos no solo, a 3,9 mil metros de profundidade, poderão ser trazidos à tona.

Os restos mortais passarão por coleta de amostras de DNA, na esperança de que possam ser identificados por exames laboratoriais. A polícia francesa diz ainda não ter certeza de que será bem-sucedida na iniciativa, mesmo com os meios científicos postos à disposição no caso. As amostras serão transportadas, juntamente com as duas caixas-pretas já localizadas, à cidade de Caiena, na Guiana Francesa, de onde seguirão para Paris.

Em nota divulgada ontem, a Associação de Familiares de Vítimas do Voo 447 havia reiterado o pedido para que todos os esforços fossem realizados pela recuperação dos corpos – falta a identificação de 176 das 228 vítimas. As informações são do jornal “O Estado de S. Paulo”.