Premiê da França consegue voto de confiança no Parlamento

A moção de não-confiança obteve 234 votos dos 577 parlamentares, abaixo dos 289 necessários para derrubada do governo

Paris – O premiê da França, Manuel Valls, ganhou um voto de confiança do Parlamento do país por uma ampla margem nesta quinta-feira já que os deputados socialistas, que haviam se rebelado contra leis de reforma na economia do país, ficaram em grande parte com o governo e votaram contra a moção.

A moção de não-confiança obteve 234 votos dos 577 parlamentares, abaixo dos 289 necessários para derrubada do governo.

A votação também significa que a controversa lei de reforma econômica foi automaticamente aprovada.

A votação foi proposta por parlamentares da oposição depois que o governo, temendo uma rebelião dentro da maioria socialista, recorreu a uma cláusula constitucional para ignorar uma votação na câmara baixa do Parlamento sobre uma lei econômica, revelando profundas fendas dentro do seu próprio partido.

Valls justificou o uso da medida controversa dizendo que o país “não poderia correr o risco de ver um plano tão crucial para a nossa economia ser rejeitado”.

Os políticos da oposição disseram que o caso mostrou que o governo estava em desordem e não conseguiria comandar uma maioria parlamentar suficiente para aprovar reformas econômicas importantes exigidas pelos parceiros europeus.

A lei contém mais de cem medidas de reformas e de desregulamentação econômicas, muitas das quais eram criticadas pelos socialistas quando estavam na oposição.

Fonte: Market News International e Dow Jones Newswires.