França não abrirá centros para migrantes em seu território

O presidente francês afirmou que a França não vai abrir centros para imigrantes por não ser um país na primeira linha das chegadas

A França não abrirá nenhum centro para migrantes que desembarcarem na Europa, declarou o presidente Emmanuel Macron, depois de um acordo que prevê criar este tipo de centro controlado em solo comunitário.

“A França não é um país na primeira linha das chegadas. Levando em conta a sua situação, a França não abrirá centros desse tipo”, afirmou em uma coletiva de imprensa em Bruxelas.

Macron foi o artífice do acordo adotado pelos 28 membros da UE para criar centros de controle nos Estados membros voluntários, onde será examinada a situação dos migrantes que chegam à Europa.

Mas, para Macron, estes centros devem ser instalados nos países de primeira linha das chegadas, ou seja, Itália, Grécia e Espanha.