França mobiliza 120 mil agentes para segurança no Natal

Alerta está focado "nas missas e cerimônias natalinas", que "concentração um grande número de pessoas e podem constituir alvos de excepcional força simbólica"

Paris — Pouco mais de um mês depois dos atentados terroristas que deixaram 130 mortos em Paris, a França resolveu reforçar a segurança durante o período do Natal: 120 mil agentes estarão nas ruas nesta quinta-feira e amanhã, grande parte deles na capital do país.

O alerta está focado especialmente “nas missas e cerimônias natalinas”, que “concentração um grande número de pessoas e podem constituir alvos de excepcional força simbólica”, afirmou o ministro do Interior da França, Bernard Cazeneuve, em um documento enviado aos demais órgãos do governo publicado pelo jornal “Le Monde”.

Só a Prefeitura de Paris mobilizou 500 policiais e 5.600 soldados no período do Natal. Receberão atenção especial pontos turísticos e religiosos, como a catedral de Notre Dame e a Basílica do Sagrado Coração, no bairro de Montmatre.

Em nível nacional, foram colocados nas ruas mais 48 mil policiais e 2 mil agentes antidistúrbios, além de 32 integrantes da Gendarmaria. Fora eles, devem ser acrescentados os soldados convocados extraordinariamente por cada Departamento de Polícia, em um contexto de segurança reforçada inédito na França.

Na última terça-feira, o ministro do Interior reiterou que todas as medidas necessárias foram tomadas para proteger os locais de culto e paróquias na França, apesar de algumas delas não terem atividades no período. No entanto, não foi aplicada “nenhuma medida particular” relativa às mesquitas, segundo o “Journal du Dimanche”.

Outro dos eventos especialmente vigiados no fim de ano em Paris será a tradicional corrida de São Silvestre, no dia 31 de dezembro, que no ano passado reuniu 650 mil pessoas.