França justifica ameaças de Trump contra Coreia do Norte

O presidente prometeu ontem (8) "fogo e fúria" se o regime norte-coreano não parar com suas provocações sobre testes nucleares

Paris – A França justificou nesta quarta-feira a “determinação” mostrada pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, contra a Coreia do Norte, porque “não pode aceitar que uma parte do seu território possa ser atacada com mísseis nucleares”, declarou o porta-voz do governo francês, Christophe Castaner.

Castaner acrescentou que a advertência de Trump, que prometeu “fogo e fúria” se o regime norte-coreano não parar com suas provocações, seria a mesma reação de qualquer presidente americano em circunstâncias idênticas.

Após a reunião semanal do Conselho de Ministros, o porta-voz afirmou que a França “está disposta a intermediar para alcançar uma solução pacífica” à escalada de tensões, e também elogiou o apoio do Conselho de Segurança da ONU, inclusive de Rússia e China, às novas sanções contra as exportações norte-coreanas.

Trump ameaçou ontem Pyongyang com “um poderio nunca antes visto no mundo”, durante um evento sobre a luta contra os opiáceos no clube de golfe onde o republicano passa seus dias de folga.

O presidente dos EUA fez estas declarações após vários meios de comunicação americanos apontarem que a inteligência do país acredita que Pyongyang construiu com sucesso uma ogiva nuclear que pode ser instalada em mísseis intercontinentais.