França expressa condolências pela morte de José Alencar

Chanceler Alain Juppé afirmou que ex-vice-presidente ajudou nas relações diplomáticas com o Brasil

Paris – O ministro das Relações Exteriores da França, Alain Juppé, manifestou nesta quinta-feira suas condolências ao Brasil pela morte do ex-vice-presidente José Alencar, que morreu na terça-feira e que, segundo o chanceler, “contribuiu para a criação dos laços que unem (os dois países)”.

O chefe da diplomacia francesa louvou a “coragem” do político em sua luta de quase 15 anos contra um câncer. Para Juppé, o vice-presidente do Governo Luiz Inácio Lula da Silva “permanecerá como um exemplo”.

“Junto ao presidente Lula, José Alencar contribuiu para a construção de um Estado democrático mais justo e moderno. Homem de cultura e de fortes convicções, mostrou sua determinação e tenacidade em suas numerosas funções, como empresário e responsável político”, indicou Juppé em comunicado.

“Amigo da França, participou da criação dos laços destacáveis que unem atualmente Brasil e nosso país”, assinalou o chanceler.

Alencar morreu na terça-feira passada aos 79 anos, três meses após deixar o cargo de vice-presidente.