França deve manter estado de urgência até início de 2017

O texto deverá ser debatido na terça e na quarta-feira nas duas câmaras do Parlamento, a Assembleia Nacional e o Senado

O Parlamento francês deverá estender o estado de urgência para além dos três meses previstos no projeto de lei do Executivo, e mantê-lo até o começo de 2017, afirmaram nesta segunda-feira à AFP fontes parlamentares e governamentais.

“Nós devemos chegar a um acordo entre a esquerda e a direita sobre este ponto”, avaliaram.

O texto deverá ser debatido na terça e na quarta-feira nas duas câmaras do Parlamento, a Assembleia Nacional e o Senado.