França busca formar coalizão com EUA e Rússia contra o EI

O líder francês indicou uma inflexão na política externa na segunda-feira, dispondo-se a se aliar com a Rússia para resolver o quadro da Síria

Paris – O presidente francês, François Hollande, viajará para Washington e Moscou no fim de novembro, na tentativa de construir uma grande coalizão para enfrentar o Estado Islâmico, após os ataques em Paris.

Hollande viajará a Washington em 24 de novembro, para se reunir com o presidente dos EUA, Barack Obama, e então seguirá para Moscou no dia 26, para se encontrar com o presidente russo, Vladimir Putin.

As reuniões são parte dos esforços da comunidade internacional para combater os extremistas do Estado Islâmico e resolver a situação na Síria, disse o escritório da presidência em Paris.

O líder francês indicou uma inflexão na política externa na segunda-feira, dispondo-se a se aliar com a Rússia para resolver o quadro da Síria.

“A comunidade internacional está dividida e incoerente”, afirmou Hollande em discurso no Parlamento francês.

“Nós precisamos da união de todos aqueles que podem realmente lutar contra este exército terrorista dentro do escopo de uma coalizão grande e única”, defendeu ele.