França anuncia aumento da violência antissemita

Os casos de violência aumentaram 58% em 2012 no país

Paris – O assassinato de quatro judeus em Toulouse e o ataque a um supermercado kosher em Sarcelles (região de Paris) foram seguidos de picos de violência antissemita, que aumentaram 58% em 2012 na França, segundo o relatório anual do Serviço de Proteção da Comunidade Judaica (SPCJ).

“2012 foi um ano de violências sem precedentes contra os judeus na França, que foram alvos de dois atentados em menos de seis meses”, afirma o SPCJ en no relatório.

Em 19 de março, Mohamed Merah matou três crianças e o pai judeus diante de uma escola de Toulouse. Em 6 de outubro, uma bomba explodiu em um supermercado kosher de Sarcelles.

“Ao invés de provocar uma tomada de consciência, os atentados de Toulouse e Sarcelles foram seguidos por um aumento muito claro dos atos antissemitas”, afirma o SPCJ.

Em 2012 foram registrados 614 atos antissemitas, contra 389 em 2011, um aumento de 58%, segundo o documento.