Forças do Iêmen disparam contra manifestantes, um morre

Entre as pessoas que protestavam, 10 ficaram feridas

Sanaa – Forças iemenitas abriram fogo contra manifestantes que bloqueavam um prédio governamental nesta segunda-feira, matando uma pessoa numa cidade que viu alguns dos maiores protestos que pedem a queda do presidente Ali Abdullah Saleh, disseram testemunhas.

Pelo menos 10 manifestantes ficaram feridos quando forças de segurança, algumas em veículos blindados, se moveram para dispersar a manifestação na cidade de Taiz, a sul da capital Sanaa.

“Uma grande força de policiais e membros do Exército atacaram os manifestantes e os perseguiram em áreas residenciais. Eles abriram fogo e usaram gás lacrimogêneo pesadamente”, disse Bushra al-Maqtari, um ativista de Taiz.

O homem que morreu, um pequeno comerciante que mantinha um quiosque, foi atingido por uma bala perdida.

A tensão tem aumentado no país da Península Arábica desde que um plano mediado por países do Golfo para acabar com a crise política no Iêmen se aproximou do colapso.

Saleh mantém o poder apesar dos três meses de protestos nas ruas que costumam atrair milhares de pessoas. Muitos dos aliados de Saleh o abandonaram, incluindo um general que está agora entre os manifestantes.