Forças de segurança russas frustram possível atentado

Os criminosos, cidadãos russos, vieram da região afegã-paquistanesa, onde receberam instrução militar e terrorista", afirmou um porta-voz do CNA

Moscou – O Serviço Federal de Segurança da Rússia, a antiga KGB, frustrou nesta segunda-feira um atentado terrorista em Moscou, ao matar dois suspeitos e deter um terceiro, segundo o Comitê Nacional Antiterrorista (CNA).

“A ação das forças de segurança impediu a tentativa de atentado na capital. Os criminosos, cidadãos russos, vieram da região afegã-paquistanesa, onde receberam instrução militar e terrorista”, afirmou um porta-voz do CNA à agência “Interfax”.

Os agentes do Serviço Federal de Segurança investigaram a informação recebida sobre os preparativos de um atentado, e chegaram a uma casa localizada nos arredores de Moscou. Na operação, houve troca de tiros, e que provocou as duas mortes. Um dos membros da força especial foi levemente ferido.

Segundo a agência oficial “RIA Novosti”, que cita fontes dos serviços secretos, os terroristas preparavam um atentado na capital, no entanto, não foram revelados mais detalhes. O presidente russo, Vladimir Putin, já foi informado do resultado da ação, segundo o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

Horas antes, três pessoas morreram e cerca de 50 ficaram feridas em um duplo atentado com carros-bomba em Makhachkala, capital da república separatista do Daguestão.