Militares depõem ditador e assumem poder no Sudão

Anúncio vem depois que manifestantes ficaram acampados nos arredores de um complexo militar para pedir o apoio do Exército contra Bashir

São Paulo – O chefe do Estado Maior do Sudão, Kamal Abdel Maaruf, anunciou nesta quinta-feira que as Forças Armadas depuseram o ditador Omar Al-Bashir e assumirão o poder no país por um período de dois anos.

Ainda não há informações sobre uma transição democrática para um governo civil.

Veja também

O anúncio foi feito depois que milhares de manifestantes ficaram acampados nos arredores do principal complexo militar da capital do país, Cartum, para pedir o apoio do Exército contra Bashir, que estava no poder há três décadas.

Crise no Sudão

O Sudão vive uma grave crise econômica, com inflação estimada em quase 70%, o que impulsionou a insatisfação popular contra o agora ex-mandatário.

Protestos se iniciaram no final do ano passado, motivados pela alta no preço do pão, mas aos poucos assumiram um caráter contra o governo. Em janeiro, 816 manifestantes foram presos e, desde então, mais de 300 protestos foram registrados no Sudão.