Florence deixa 1 milhão de casas e pontos comerciais sem eletricidade

Na Carolina do Norte, cinco pessoas morreram ontem devido à passagem do fenômeno climático

Myrtle Beach (EUA) – Cerca de um milhão de residências e estabelecimentos comerciais continuam sem eletricidade neste sábado no litoral sudeste dos Estados Unidos em decorrência de Florence, que perdeu força e passou de furacão a tempestade tropical, mas ainda provoca temporais e alagamentos.

Enquanto a tempestade se desloca com lentidão (a quase 4 km/h) rumo a oeste e já está sobre o estado da Carolina do Sul, seus efeitos são notados especialmente na vizinha Carolina do Norte, onde mais de 780 mil clientes do serviço de energia elétrica estão sem luz, segundo o departamento de coordenação de emergências estadual.

Além deles, outros 150 mil clientes sofrem com a falta de luz na Carolina do Sul, e outros milhares no estado da Virgínia.

Apesar de ter se enfraquecido, Florence ainda pode provocar transbordamentos de rios e ventos de 80 km/h nos dois primeiros estados, segundo o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC, na sigla em inglês).

Já o Serviço Nacional de Meteorologia alertou no Twitter para o risco de enchentes “mortais” nos próximos dias não só nos três estados citados, como no da Virgínia Ocidental.

Na Carolina do Norte, cinco pessoas morreram ontem devido à passagem do fenômeno climático, entre elas uma mulher e seu bebê, que foram vítimas da queda de uma árvore sobre a casa em que moravam na cidade de Wilmington, muito próxima do lugar onde Florence tocou terra no mesmo dia.

Para hoje, o NHC espera que a tempestade perca ainda mais força e se transforme em depressão tropical, além de que mude de rumo para o norte e chegue ao estado de Ohio na próxima segunda-feira. EFE