Filho de capitão é preso por planejar ataque nos EUA

Autoridades prenderam o filho de um capitão da polícia de Boston por planejar ataque inspirado no Estado Islâmico

Washington – As autoridades federais americanas prenderam e acusaram o filho de um capitão da polícia de Boston de terrorismo por planejar um atentado inspirado nos jihadistas do Estado Islâmico (EI), informou o Departamento de Justiça nesta segunda-feira.

O jovem Alexander Ciccolo, de 23 anos, foi detido em 4 de julho enquanto esperava o envio de várias armas de fogo que tinha combinado de receber de um agente disfarçado do FBI.

A investigação indicou que Ciccolo, que pedia para ser chamado de Ali al Amriki, tinha a intenção de construir bombas com panelas de pressão, como as utilizadas no atentado da maratona de Boston de 2013, para realizar um ataque inspirado pela ideologia do EI.

Os documentos judiciais do caso indicam que Ciccolo tem “um longo histórico de doença mental” e já tinha sido condenado a um ano de prisão.

Ciccolo é filho de um veterano capitão da polícia da cidade de Boston, Robert Ciccolo. Foi ele que entrou em contato com o FBI para alertar das intenções de seu filho .

A família do jovem emitiu um comunicado que indica sua “tristeza e decepção” após conhecer os detalhes do ataque que Alexander planejava. Apesar de ter comprado uma panela de pressão ele não chegou a fazer mais do que tentar preparar coquetéis molotov.

Segundo os investigadores, Ciccolo ficou obsessivo com o EI há um ano e meio e tinha expressado a testemunhas infiltradas sua intenção de cometer atentados em lugares públicos inspirados nos terroristas do EI.

Ciccolo também havia mostrado seu desejo viajar ao exterior para lutar em nome do EI e sua intenção de se transformar em mártir.