Fifa veta Federação do Kuwait após interferência do governo

Clubes e seleções daquele país estão impedidos de jogar internacionalmente, o que pode afetar a próxima rodada das Eliminatórias da Ásia para a Copa do Mundo

Zurique – Em meio a mais um escândalo e em crise institucional, a Fifa segue rígida para impedir interferências de governos sobre federações nacionais de futebol. Nesta sexta-feira, a entidade máxima do futebol anunciou a suspensão da Federação do Kuwait, com efeito imediato, por esta razão.

O governo do Kuwait, um emirado árabe no nordeste da península Arábica, recentemente instituiu uma lei que dá a ele controle sobre órgãos como as federações esportivas e o comitê olímpico local.

A Fifa havia dado até o dia 15 (quinta-feira) para a federação nacional resolvesse a situação, o que não ocorreu.

“A suspensão só será revogada quando a Federação de Futebol do Kuwait e seus associados (os clubes) forem capazes de exercer suas atividades e obrigações de forma independente”, explicou a Fifa, em comunicado.

Clubes e seleções daquele país estão impedidos de jogar internacionalmente, o que pode afetar a próxima rodada das Eliminatórias da Ásia para a Copa do Mundo. O Kuwait é segundo no Grupo G e joga contra Mianmar em 17 de novembro.

A expectativa é que o Comitê Olímpico Internacional (COI) também suspenda as atividades do Comitê Olímpico do Kuwait, que tem até o dia 27 deste mês para se desvencilhar da lei que o atrela ao governo local.

Representado por 10 atletas, o Kuwait ganhou uma medalha, no tiro esportivo, nos Jogos de Londres, em 2012.