Fifa multa federações de futebol por homofobia da torcida

Entidade multou as seleções do Chile, Argentina, Peru, México e Uruguai por canções homofóbicas cantadas pelas torcidas em jogos eliminatórios

Brasília – A Fifa anunciou nesta quarta-feira (13) que multou as seleções do Chile, Argentina, Peru, México e Uruguai por causa de canções homofóbicas entoadas por suas torcidas em jogos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo da Rússia.

A punição para Argentina e Chile são relativas a jogos contra a seleção brasileira.

A maior punição foi para a seleção chilena: R$ 276 mil. Além de ser punida no jogo contra o Brasil, os chilenos foram condenados por ações nas partidas contra Peru, Colômbia e Uruguai.

As outras seleções vão pagar multa de R$ 78 mil. Uruguai e Peru foram punidos por ações no jogo contra o Chile e o México por gritos no jogo contra El Salvador.

De acordo com Claudio Sulser, presidente do Comitê Disciplinar da Fifa, a entidade tem lutado contra a discriminação no futebol por muitos anos e uma forma é por meio de sanções.

“Com o novo sistema de monitoramento, a Comissão Disciplinar tem apoio graças adicionais para os relatórios detalhados fornecidos por observadores antidiscriminação”.

Sulser complementa que o processo disciplinar não pode mudar o comportamento das pessoas, mas acredita que é papel da entidade “ser pró-ativa em educar e inspirar uma mensagem de igualdade e respeito em todos os níveis do jogo”.