Fidel Castro se reúne com Frei Betto em Havana

Durante o encontro, Castro e Betto abordaram a atual conjuntura internacional

Havana – O ex-presidente cubano Fidel Castro sustentou ontem uma “prolongada conversa” em Havana com o intelectual brasileiro Frei Betto, na qual abordaram “as manifestações juvenis que ocorrem em diversas partes do mundo”, entre outros temas, informou nesta segunda-feira a imprensa oficial.

Durante o encontro, que ocorreu na parte da tarde, Castro e Betto também abordaram a atual conjuntura internacional, indicou uma breve nota publicada na capa do jornal oficial “Granma”, que era acompanhada de uma imagem dos dois juntos.

A nota, além disso, também lembra as “fraternais relações” que o líder cubano mantém há anos com o escritor, antropólogo e filósofo brasileiro.

Frei Betto participou nesta segunda-feira de um programa da televisão estatal de Cuba e, sobre seu encontro com o líder da revolução cubana, declarou que “é impressionante o vigor que tem o comandante”.

“Vou pedir o telefone de seu pediatra”, brincou o brasileiro, porque “ele tem a cabeça cada vez mais fresca e um entusiasmo juvenil impressionante”, acrescentou.

Frei Betto detalhou ainda que em sua longa conversa com o líder falaram de momentos históricos da revolução cubana que “não foi somente um recordatório de sua história pessoal, mas a recordação de uma geração de gente generosa, altruísta, solidária que queria mudar o mundo, um país (…)”.

Betto, que ofereceu uma conferência em recente fórum internacional “Universidade 2014” realizado em Havana, disse também que conversou com Fidel sobre “a necessidade de educação política, ética e uma espiritualidade” para que as pessoas se motivem a ser “generosas” e “pensem nos demais antes de seus interesses pessoais”.

Também declarou que Fidel Castro “está muito preocupado” porque cada vez mais a humanidade tem dificuldades para o acesso a alimentos básicos e que outros temas tratados versaram sobre os arsenais bélicos nucleares e sobre o papa Francisco.

O frade dominicano Carlos Alberto Libânio Christo, mais conhecido como Frei Betto, é autor de “Fidel e a Religião” (1985), livro que se baseia em uma longa entrevista com o então presidente de Cuba, que falou sobre sua formação pessoal e sua visão de religião.

Fidel Castro, 87 anos, encontra-se fora do poder desde 2006, quando uma grave doença o obrigou a transferir o governo cubano ao seu irmão Raúl, qum foi confirmado como presidente do país caribenho em 2008.

O líder da revolução cubana vive afastado da vida pública, embora seja visitado frequentemente por diversas personalidades que viajam à ilha, como o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, por exemplo.

Atualizado às 23h23min, para adicionar declarações de Frei Betto sobre o encontro.