Detido funcionário de granja onde morreram 120 pessoas

O representante legal da granja foi detido e os fundos da empresa foram congelados, segundo autoridade chinesa

Pequim – O representante legal da granja do nordeste da China na qual um incêndio matou 120 pessoas na segunda-feira foi detido, informaram as autoridades chinesas.

“O representante legal foi detido e os fundos da empresa foram congelados”, disse à AFP uma fonte do departamento de propaganda de Changchun, a capital da província de Jilin, onde fica a fábrica processadora de aves.

O incêndio aconteceu no abatedouro de Baoyuanfeng quando pelo menos 300 pessoas trabalhavam no local. Setenta pessoas ficaram feridas.

Com 120 vítimas fatais, este foi o incêndio mais grave dos últimos 12 anos na China. O acidente foi provocado por uma explosão, possivelmente após um vazamento de amônia.