Fernando Lugo se submete a mais um teste de DNA

Mais uma mulher assegura que o ex-bispo é pai de seu filho

Assunção – O ex-presidente paraguaio Fernando Lugo foi submetido nesta segunda-feira a um teste de DNA requerido por uma mulher que assegura que o político é pai de seu filho de 10 anos, informou o advogado do ex-bispo, Marcos Fariña.

Lugo foi para Cidade do Leste (a 330 quilômetros de Assunção), onde o processo de paternidade está sendo julgado, e realizou o teste sem nenhum tipo de problema, explicou o advogado. Os resultados, segundo Fariña, serão divulgados daqui a 40 dias.

O processo foi aberto por Benigna Leguizamón, que trabalhou com Lugo como funcionária de limpeza quando o ex-presidente era bispo em San Pedro.

Lugo foi convocado a fazer o teste de DNA no dia 7 de março, mas pediu um adiamento da data para comparecer ao funeral do presidente da Venezuela Hugo Chávez.

Fariña explicou que as amostras tomadas hoje serão enviadas a um laboratório de Curitiba.

O ex-bispo e ex-presidente já reconheceu outros dois filhos, fruto de outras relações. Em um processo judicial promovido por Hortênsia Morán, a justiça determinou que Lugo não é o pai de outra criança, após três testes de DNA darem negativo.

Lugo, que foi destituído da presidência em 22 de junho do ano passado em controvertido julgamento político, é candidato atualmente a uma vaga no Senado nas eleições gerais de 21 de abril.