Federal Reserve sinaliza com aumento de juros na próxima semana

Banco central americano dá sinais de que continuará elevando a taxa básica de juros dos Estados Unidos, apesar de a economia desacelerar

Na próxima terça-feira (3/5), o Federal Reserve (Fed), o banco central americano, deve aumentar novamente a taxa básica de juros dos Estados Unidos. A expectativa é de uma elevação de 0,25 ponto percentual, passando-a de 2,75% para 3% ao ano. Segundo as declarações mais recentes do Fed, a instituição parece temer muito mais um repique inflacionário do que os eventuais efeitos da alta de juros sobre a economia americana. Para muitos economistas, isso significa que a autoridade monetária continuará elevando as taxas nos próximos encontros também.

De acordo com o americano The Wall Street Journal, ontem (28/4), os críticos da política do Fed ganharam mais munição. O Departamento de Comércio divulgou que os Estados Unidos cresceram 3,1% ao ano no primeiro trimestre. Trata-se da mais baixa taxa trimestral de expansão da economia dos últimos dois anos, já que, entre janeiro e março de 2003, o incremento foi de 2%.

Em contrapartida, a inflação do primeiro trimestre, se anualizada, aponta para uma taxa de 2,2% a maior taxa dos últimos sete anos. O presidente do Fed, Alan Greenspan, tem reiterado que as decisões da instituição consideram todas variáveis econômicas. Atualmente, o Fed acredita que o maior risco para os Estados Unidos é uma escalada inflacionária. Para manter os preços sob controle sem jogar o país numa recessão, o Fed optou por pequenos ajustes graduais dos juros, que devem continuar nos próximos encontros do banco.