FDA investiga mortes relacionadas a remédio da Lilly

Órgão irá investigar a morte de dois pacientes após tomarem injeções de um tratamento de longa ação para esquizofrenia chamado Zyprexa Relprevv

A Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA, em inglês) informou na terça-feira que estava investigando a morte de dois pacientes, que morreram após tomarem injeções de um tratamento de longa ação para esquizofrenia da Eli Lilly, chamado Zyprexa Relprevv.

A agência disse que os pacientes morreram três a quatro dias após receberem uma dose adequada do medicamento, e tinham níveis muito elevados da droga injetável em sua corrente sanguínea.

O rótulo do medicamento traz uma proeminente “tarja preta” de advertência para síndrome de delírio pós-injeção (PDSS), uma doença grave em que a droga entra na corrente sanguínea muito rapidamente após uma injeção, causando níveis muito elevados da droga na corrente sanguínea.

O FDA, em um boletim em seu site, disse que altas doses da droga podem causar delírio, parada cardiorrespiratória, problemas de ritmo cardíaco, sedação e coma.

O medicamento, aprovado pela FDA no final de 2009, vem com avisos de que os pacientes devem ficar no escritório do médico por pelo menos três horas após receberem a dose para que possam ser monitorados.