FBI investiga uma segunda pessoa por massacre de Las Vegas

As autoridades acreditam que Paddock foi o único a disparar de um quarto do hotel Mandalay Bay contra um festival em outubro do ano passado

O FBI abriu uma investigação contra uma segunda pessoa no caso do massacre de Las Vegas de outubro de 2017, que deixou 58 mortos e quase 500 feridos, informou nesta sexta-feira o delegado Joe Lombardo.

“O FBI tem um caso aberto contra um indivíduo de interesse federal”, disse Lombardo ao apresentar um relatório preliminar sobre a investigação, no qual indicou que Marilou Danley, companheira do agressor, Stephen Paddock, não será acusada.

Lombardo explicou que as autoridades acreditam que Paddock foi o único a disparar de um quarto do hotel Mandalay Bay contra um festival de música country em 1 de outubro do ano passado.

Ele morreu antes de as autoridades chegarem ao quarto.

“Sei e acredito que há um único suspeito, que matou 58 pessoas e feriu outras centenas. Todas as provas recuperadas neste caso apoiam essa teoria”, indicou o delegado.

Lombardo comentou o relatório de 80 páginas, produto de uma investigação que inclui cerca de 2 mil pistas e mais de 20 mil horas de vídeo.

“Tivemos muito trabalho tentando juntar as peças do que aconteceu”, disse o delegado, que dirige o Departamento de Polícia de Las Vegas.