FBI amplia para “nível mundial” investigação de explosões

Ainda não se sabe se os dois artefatos detonados na segunda-feira pertenciam a indivíduos americanos ou estrangeiros

Boston – O FBI anunciou nesta terça-feira que tornará internacional a pesquisa sobre as explosões de ontem na maratona de Boston, e assegurou que não receberam ameaças prévias ao ataque.

“Vai ser uma investigação em nível mundial”, disse em entrevista coletiva o agente especial encarregado do escritório do FBI em Boston, Richard DesLauriers.

Os agentes federais irão “para onde quer que levem as pistas” para esclarecer a autoria das explosões, que deixaram três mortos e 176 feridos, afirmou.

“Iremos até o fim do mundo para encontrar os responsáveis por esse desprezível crime”, acrescentou DesLauriers.

Ainda não se sabe se os dois artefatos detonados na segunda-feira pertenciam a indivíduos americanos ou estrangeiros, segundo o agente, que negou que tenha havido ameaças antes do fato.

“Não tenho informações de que tenha sido registrada nenhuma ameaça antes da maratona. Não houve nenhuma ameaça iminente associada com essa investigação”, acrescentou o agente, quem assegurou que também não receberam ameaças desde então.

DesLauriers disse que receberam “um alto volume de pistas nas últimas 18 horas” e urgiu aos cidadãos a “continuar essa ajuda”.

As autoridades não detiveram nenhum suspeito, mas estão “interrogando uma multidão de testemunhas” tanto em Boston como em seus arredores, de acordo com o agente.