Farc libertam 4 funcionários chineses de petrolífera

Eles foram sequestrados pela guerrilha em 2011

Bogotá – Quatro cidadãos chineses sequestrados pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em 2011 foram libertados no departamento de Caquetá, confirmou nesta quinta-feira à Agência Efe o chefe de imprensa da Polícia Nacional, Alberto Cantillo.

Os chineses, contratantes da empresa petrolífera Esmerald Energy, aparentemente estão com boa saúde e serão transferidos hoje para Bogotá após terem passado a noite em São Vicente de Caguán, na região selvagem do sul da Colômbia.

Trata-se de três engenheiros e de um tradutor, que foram sequestrados em 8 de junho de 2011.

Os cidadãos foram entregues pela guerrilha à equipe do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) na quarta-feira à noite em uma área rural a cerca de 20 quilômetros de São Vicente del Caguán.

A libertação desses civis chineses tende a facilitar o processo de paz entre o governo colombiano e as Farc que começou na segunda-feira passada, dia 19, em Cuba.

Em fevereiro, as Farc puseram em liberdade os últimos policiais e militares que estavam sob seu poder e anunciaram que renunciavam ao sequestro como ferramenta de financiamento de sua luta armada.

Desde que se tornou público o processo de paz, em 26 de agosto, a sociedade apela para que a guerrilha que liberte todos os sequestrados.

*Matéria atualizada às 12h