Farc esperam manter apoio dos EUA à Colômbia no governo Trump

O líder das Farc disse esperar ainda que os EUA libertem Simon Trinidad, membro do grupo que está preso há uma década por ter sequestrado americanos

Bogotá – O líder das Forças Armadas Revolucionáris da Colômbia (Farc), Rodrigo Londoño, disse esperar que os EUA libertem, em breve, Simon Trinidad, membro do grupo que está preso por ter sequestrado três empreiteiros americanos há uma década.

Londoño também afirmou que espera que o presidente eleito dos EUA, Donald Trump, mantenha o apoio dos EUA para acabar com um conflito na Colômbia.

O líder das Farc falou com a imprensa um dia depois de assinar o acordo que pôs fim ao conflito de 52 anos entre o governo colombiano e o grupo.

Londoño disse que está preocupado com a segurança dos integrantes das Farc e disse que é possível que muitos sejam mortos por opositores, que não desejavam o acordo de paz. Fonte: Associated Press.