Farc denunciam fechamento de página no Facebook

A guerrilha denunciou os "inimigos da paz e do povo colombiano" de bloquearem a conta

Havana – A guerrilha das Farc denunciou nesta terça-feira, em Havana, onde negocia o fim do conflito armado com o governo, o encerramento de sua página no Facebook, acusando os “inimigos da paz e do povo colombiano”, segundo um comunicado enviado à AFP.

“A página da delegação de paz das FARC-EP (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia – Exército do Povo) foi bloqueada”, afirmou o texto da guerrilha, duas semanas depois de o seu blog no Google ter sido retirado do ar por cinco dias.

“Este novo ataque aos inimigos da paz e do povo colombiano corresponde à preocupação da direita diante do crescente interesse e da interlocução que suscitam os diálogos de paz nos diferentes setores da sociedade colombiana”, disse a breve mensagem da delegação de paz.

“Ajude-nos a restabelecer nossos conteúdos. Mande um comentário ao Facebook para exigir o desbloqueio da página”, pedem os guerrilheiros aos destinatários da mensagem.

O encerramento da página na rede social ocorreu oito dias depois de o governo de Juan Manuel Santos e a guerrilha terem alcançado um importante acordo sobre a questão agrária, causa do conflito armado de quase meio século na Colômbia e primeiro ponto da agenda de negociações em Havana.

As negociações, que começaram em 19 de novembro no Palácio das Convenções de Havana, estão em recesso e serão retomadas na próxima terça-feira, 11 de junho, com o início da discussão do segundo ponto da agenda, que vai tratar de participação política.