Falta de energia atinge zonas norte e sul do Rio

Apagão atingiu os bairros da Tijuca, Andaraí, Grajaú e Rio Comprido, na zona norte, e Copacabana, Leblon, Ipanema, Leme, Botafogo, Lagoa, Jardim Botânico e Urca

Rio de Janeiro – Partes da cidade do Rio de Janeiro ficaram sem energia no começo da tarde desta sexta-feira por conta de um blecaute nas zonas sul e norte da capital fluminense, após um curto-circuito numa subestação de Furnas.

O problema ocorreu na subestação localizada no bairro de Grajaú, na zona norte da cidade. Segundo a empresa, houve um curto-circuito no setor de 138 kV que desligou automaticamente dois dos três bancos de transformadores da subestação.

“O terceiro banco de transformadores permaneceu em operação, submetido à sobrecarga. Por conta disso, houve necessidade de corte de carga de 190 MW, sendo este montante gradativamente reduzido até a plena recuperação da carga”, explicou a companhia em nota, acrescentando que não está prevista nova restrição de atendimento à carga.

O apagão atingiu os bairros da Tijuca, Andaraí, Grajaú e Rio Comprido, na zona norte, e Copacabana, Leblon, Ipanema, Leme, Botafogo, Lagoa, Jardim Botânico e Urca, na zona sul.

Sinais de trânsito ficaram desligados na orla da cidade, enquanto hoteis e shopping centers recorreram a geradores. Celulares ficaram mudos no início do blecaute.

Segundo a distribuidora Light, o desligamento em Furnas aconteceu a pedido do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

“Este procedimento interrompeu o fornecimento para alguns bairros das zonas norte e sul… A interrupção não tem a ver com o sistema de distribuição da Light”, informou a empresa à imprensa.

Uma fonte do ONS afirmou que o órgão pediu à Light apenas um remanejamento da carga, mas a interrupção do fornecimento foi uma opção da distribuidora.

Segundo a fonte, o problema na subestação representou uma redução no sistema de 190 megawatts de energia e o ONS acionou a usina térmica de Santa Cruz, na zona oeste da cidade, para complementar o abastecimento.