Falta de combustível atinge dois estados, diz Petrobras

Segundo a empresa, com a operação de descarga o suprimento da Refinaria Alberto Parqualini (Refap), em Canoas (RS), já está sendo normalizado

Rio de Janeiro – A Petrobras informou hoje (19) que a falta de combustível atinge dois estados da Federação e não cinco como vem sendo noticiado por alguns veículos de comunicação. Em nota à Agência Brasil, a estatal informou que os estados afetados pela falta de derivados do petróleo são Rio Grande do Sul e Amapá.

Na nota, a empresa informou que as melhoras das condições climáticas na região do Terminal Marítimo de Tramandaí, no Rio Grande do Sul, já permitiu que os navios da Transpetro conduzindo matéria prima necessária ao refino (petróleo e nafta) descarregassem os produtos nesta quarta-feira (17).

Segundo a empresa, com a operação de descarga o suprimento da Refinaria Alberto Parqualini (Refap), em Canoas (RS), já está sendo normalizado. “Dentro dos próximos dias, a Refap voltará a produzir derivados regularmente”, informou a nota.

No Amapá, a Petrobras Distribuidora (BR) informou que continua mobilizando todos os recursos para normalizar a oferta de combustíveis aos postos com sua bandeira no estado “o quanto antes”. Ontem (18), a BR carregou mais de 200 mil litros para toda a Rede Petrobras, num volume médio de 5 mil litros por posto.

A nota informa que “está mantida a previsão de chegada de uma nova balsa com etanol anidro e gasolina à capital, oriunda de Belém, no fim de semana, quando a operação será mantida com o objetivo de normalizar o abastecimento”.