Falha mecânica causou acidente da AirAsia na Indonésia

AirAsia: o Airbus A320-200 caiu no dia 28 de dezembro de 2014 nas águas da ilha de Bornéu com 162 pessoas a bordo

Bangcoc – Uma falha mecânica foi a causa principal do acidente mortal do Airbus A320-200 da companhia AirAsia que caiu no dia 28 de dezembro de 2014 nas águas da ilha de Bornéu com 162 pessoas a bordo, anunciaram nesta terça-feira as autoridades da Indonésia.

Os repetidos erros no computador do controle de voo do avião devido a uma rachadura na junção de uma soldadura fez com que o piloto perdesse o controle da aeronave, disse o Comitê Nacional de Segurança do Transporte da Indonésia em entrevista coletiva na capital Jacarta, segundo a emissora de televisão “Channel NewsAsia”.

O relatório final apresentado hoje determina que o computador do controle de voo falhou quatro vezes antes que a aeronave entrasse “em estado de bloqueio prolongado que estava além da capacidade da tripulação para ser recuperado”.

O voo QZ8501 da AirAsia decolou de Surabaia, na ilha de Java, na madrugada do dia 28 de dezembro de 2014 com 162 pessoas a bordo e deveria ter aterrissado em Cingapura algumas horas mais tarde.

Na aeronave viajavam três sul-coreanos, um britânico, um francês, um malaio, um cingapuriano e 155 indonésios, entre passageiros e uma tripulação de sete pessoas.

O avião voava a uma altura estável e dentro dos limites de peso e equilíbrio quando o piloto, antes de perder comunicação, solicitou permissão à torre de controle para subir de 32 mil pés a 38 mil para evitar uma tempestade que tinha encontrado em seu caminho.

Naquele momento, a aeronave sobrevoava o mar ao sul da ilha de Bornéu.

A torre de controle concedeu a permissão, mas o avião virou para a esquerda, subiu até 37.400 pés em 30 segundos e depois desceu a 32 mil pés em outros 30 segundos, antes de começar a queda mortal em direção ao mar.