Explosões no norte de Bagdá deixam pelo menos 40 mortos

Mês de junho foi o de mais vítimas no Iraque desde o começo do ano, com ao menos 271 mortos, pelos dados oficiais

Bagdá – Pelo menos 40 pessoas morreram e outras 45 ficaram feridas nesta terça-feira pelas explosões de um carro-bomba e de uma bomba perto da sede do Conselho Municipal de Taji, a 20 quilômetros ao norte de Bagdá, informaram fontes policiais à Agência Efe.

Pelos relatos dos policiais, primeiro ocorreu a explosão do carro-bomba e minutos depois de uma bomba.

Entre os mortos há membros das Forças de Segurança iraquianas. As detonações causaram graves danos a prédios e carros que estavam estacionados perto do lugar do ataque.

Após o atentado, soldados do Exército e da Polícia cercaram todas as ruas que levam ao local das explosões.

Nos últimos dias, houve vários ataques contra alvos militares e policiais que causaram mortos em diferentes pontos do Iraque.

O desta terça-feira é um dos atentados mais sangrentos deste ano no país árabe.

A ação mais mortífera foi a de 29 de março, quando 65 pessoas morreram durante um ataque à sede do Governo provincial de Salah ad-Din na cidade de Tikrit.

Já o mês de junho foi o de mais vítimas no Iraque desde o começo de 2011, com ao menos 271 mortos e 15 soldados dos Estados Unidos mortos, pelos dados oficiais.

Os atentados mais graves de junho ocorreram no dia 23, quando ocorreram 21 óbitos na explosão de artefatos nos arredores de um mercado no sudoeste de Bagdá, enquanto dois dias antes os mortos foram 25 ao explodir dois carros-bomba ao sul da capital.