Explosões na Turquia foram ordenadas pelo Estado Islâmico

Procuradores divulgaram que uma organização terrorista planejou os ataques na Turquia após receber ordens diretas vindas do Daesh (EI) na Síria

Dois atentados a bomba em Ancara que causaram a morte de 102 pessoas foram ordenados pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI), afirmaram procuradores turcos nesta quarta-feira.

“Uma organização terrorista da província de Gaziantep (sudeste) planejou os ataques na Turquia após receber ordens diretas vindas do Daesh na Síria”, divulgaram procuradores de Ancara, usando o acrônimo em árabe do nome do grupo extremista para se referir aos jihadistas.

Em 10 de outubro, duas explosões atingiram uma manifestação pacífica realizada por turcos de esquerda e pró-curdos, no pior atentado registrado em solo turco.