Explosão mata 18 pessoas e fere mais de 90 no Iraque

Incidente ocorrido nesta quarta (6) ocorreu em bairro controlado por clérigo Moqtada al-Sadr, líder da coalizão vencedora das eleições iraquianas

BAGDÁ (Reuters) – Pelo menos 18 pessoas foram mortas e mais de 90 ficaram feridas em uma explosão no distrito de Sadr City, em Bagdá, nesta quarta-feira, disse uma fonte da polícia iraquiana.

Fotos do local mostravam um carro e um prédio destruídos, além de parentes de vítimas chorando.

Um porta-voz do Ministério do Interior disse em um comunicado que a explosão foi resultado da detonação de um esconderijo de munição e que as forças de segurança abriram uma investigação.

A munição foi armazenada em uma mesquita e a explosão aconteceu durante a transferência para um carro estacionado nas proximidades, informou a fonte policial.

Mais cedo, a televisão estatal citou um porta-voz do ministério que descreveu a explosão como “uma agressão terrorista contra civis”, que causou “mártires e feridos”.

As autoridades não deram uma explicação das discrepâncias entre as duas declarações, nenhuma das quais forneceu o número de vítimas.

Sadr City é um reduto do clérigo nacionalista Moqtada al-Sadr, cujo bloco político venceu as eleições parlamentares de 12 de maio. O Parlamento ordenou uma recontagem nacional de votos nesta quarta-feira.

Em maio, duas bombas caseiras foram jogadas na sede do Partido Comunista Iraquiano, que faz parte do bloco de Sadr.