Exército esloveno pode ajudar a gerir o fluxo de refugiados

“O fluxo de migrantes nos últimos três dias excedeu toda a capacidade de gestão”, informou o governo em comunicado

O Exército esloveno poderá ajudar a polícia a gerir a entrada de migrantes da Croácia, se o Parlamento autorizar, anunciou hoje (20) o governo após reunião de emergência durante a noite.

“O fluxo de migrantes nos últimos três dias excedeu toda a capacidade de gestão”, informou o governo em comunicado, acrescentado que o Parlamento terá de aprovar uma emenda à legislação para que, “em circunstâncias muito específicas, os soldados eslovenos tenham tarefas adicionais”.

De acordo com a lei atual, o Exército só pode prestar apoio logístico e técnico.

Nessa segunda-feira (19), as autoridades eslovenas recusaram a entrada de mais de 1.000 migrantes procedentes da Croácia, depois de a cota diária ter sido atingida. Há o receio de um novo ‘funil’ humano na rota da região dos Balcãs.

Os refugiados tiveram de passar a noite nas linhas ferroviárias, depois de a polícia os impedir de atravessar a pé a fronteira que divide os dois países da União Europeia.

Mais de 8 mil migrantes entraram ontem na Eslovênia, dos quais 2 mil seguiram para a Áustria.