Exército egípcio mata 11 “terroristas” no Sinai

Rebeldes foram mortos no domingo em confrontos após uma intervenção militar no norte do Sinai

Cairo – Onze “terroristas” morreram em confrontos com o Exército egípcio na península do Sinai, onde as forças de segurança estão combatendo insurgentes, anunciou o Exército nesta segunda-feira.

Esses rebeldes foram mortos no domingo em confrontos após uma intervenção militar no norte do Sinai, segundo o Exército que acrescentou que três veículos e oito motocicletas pertencentes a “elementos terroristas” tinham sido destruídas.

Desde a destituição e prisão em julho de 2013 do presidente islâmico Mohamed Mursi, o Egito vive uma onda de ataques contra forças de segurança, especialmente no norte da península, reivindicada pelos jihadistas.

Estes insurgentes justificam seus ataques em retaliação à repressão sangrenta pelo Exército contra os apoiantes de Mursi, que deixou mais de 1.400 mortos. Segundo o governo, mais de 500 policiais e soldados foram mortos em vários ataques no Egito.