Exército e jihadistas lutam pelo aeroporto na Síria

O Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH) informou que dois carros-bomba, conduzidos por suicidas, explodiram perto do aeroporto militar

Cairo – O exército sírio e o grupo jihadista Estado Islâmico (EI) mantiveram nesta quinta-feira duros combates nos arredores do aeroporto militar de Al Tabaqa, o único bastião do regime na província de Al Raqqah.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH) informou que dois carros-bomba, conduzidos por suicidas, explodiram perto de Al Tabaqa ontem à noite e o EI efetuou avanços no terreno.

Para frear esta ofensiva, a aviação do governo enduresceu os bombardeios contra vários locais próximos ao aeroporto, o que incluiu o lançamento de barris explosivos.

O OSDH, que documenta o conflito sírio desde o início em março de 2011, assinalou que as forças governamentais dispararam três mísseis Scud, sem ainda a informação da existência de vítimas.

Além disso, os caças sírios bombardearam uma região no bairro de Alexandria, na cidade de Ao Tabaqa. Em combates na província de Al Raqqah, reduto do EI, oito soldados leais ao regime morreram ontem em combates com os jihadistas.

No domingo pelo menos 49 pessoas, entre elas 31 integrantes do EI, morreram em bombardeios da aviação síria contra mais de 20 pontos na província de Al Raqqah.

A organização extremista sunita proclamou no final de junho um califado em parte do Iraque e da Síria que estão sob seu controle.

Mais de 171 mil pessoas perderam a vida desde o início do conflito na Síria, há já mais de três anos, segundo os dados do Observatório.