Exército de Israel denuncia lançamento de bomba de Gaza

O exército israelense denunciou o lançamento de uma bomba da Faixa de Gaza

Jerusalém – O exército israelense denunciou nesta quarta-feira o lançamento de uma bomba da Faixa de Gaza que impactou no Conselho Regional de Eshkol sem causar vítimas nem danos.

Uma porta-voz militar explicou hoje à Agência Efe que se trata “do primeiro ataque desde que terminou a operação Limite Protetor”, sem atribuir o lançamento à milícia do Hamas.

O projétil foi disparado na noite de terça-feira contra uma das áreas fronteiriças mais castigadas durante essa operação, na qual morreram 2.100 palestinos e 70 israelenses.

Após 50 dias de intensos bombardeios e enfrentamentos, as partes estabeleceram um cessar-fogo com a ajuda do Egito no último dia 26 de agosto.

O ataque coincidiu com o anúncio em Nova York de um acordo de três lados com Israel e a Autoridade Nacional Palestina (ANP) para facilitar a reconstrução em Gaza após a recente ofensiva militar israelense.

O pacto permitirá a realização dos trabalhos requeridos na Faixa e garantirá, ao mesmo tempo, que os materiais que entrem na região não sejam usados para outros fins, explicou ao Conselho de Segurança o enviado especial das Nações Unidas para o processo de paz no Oriente Médio, Robert Serry.

A ONU será a responsável por garantir que o uso desses materiais se limite ao âmbito civil, acrescentou o enviado especial.