Ex-presidente do Egito, Hosni Mubarak, é absolvido

Ele foi inocentado das acusações de que teria relação com a morte de manifestantes no levante popular de 2011

Cairo – O ex-presidente do Egito, Hosni Mubarak, foi inocentado pela corte do país das acusações de que teria relação com a morte de manifestantes no levante popular de 2011, que levaram à sua deposição, quase três décadas no poder.

Mubarak, de 86 anos, também foi absolvido das acusações de corrupção feitas contra ele e seus filhos, Alaa e Gamal.

Mubarak foi condenado e recebeu sentença de prisão perpétua em 2012, decisão da qual apelou.

O veredicto deste sábado conclui seu julgamento, assim como o dos dois filhos, de seu chefe de segurança e seis de seus aliados, todos condenados.

No julgamento estava ainda o empresário Hussein Salem, julgado à revelia.