Ex-mordomo do papa já cumpre pena em cela do Vaticano

Depois de se despedir de sua esposa e de três filhos, Gabriele foi levado por guardas vaticanos à cela, cumprindo ordens do promotor de Justiça do Vaticano

Cidade do Vaticano – O ex-mordomo do papa, Paolo Gabriele, condenado a um ano e meio de prisão pelo roubo de documentos reservados de Bento XVI, já cumpre pena em uma cela do Vaticano, para onde foi transferido nesta quinta-feira.

Às 15h locais (10h de Brasília) Gabriele, de 46 anos e que se encontrava em prisão domiciliar, foi levado para uma cela do quartel da Gendarmaria Vaticana, perto de sua casa, a mesma de quatro metros por quatro onde ficou parte dos quase dois meses que passou preso após ser detido em 23 de maio.

Depois de se despedir de sua esposa e de três filhos, Gabriele foi levado por guardas vaticanos à cela, cumprindo ordens do promotor de Justiça do Vaticano, Nicola Picardi.

A mudança da prisão domiciliar para a prisão aconteceu depois que o Tribunal de Justiça do Vaticano estabeleceu a condenação de um ano e meio de prisão, uma vez que Gabriele rejeitou recorrer da sentença perante o Tribunal de Apelação do pequeno Estado.

Fontes vaticanas explicaram que, dos 18 meses de pena, é preciso descontar os dias que Gabriele esteve preso mais o tempo em prisão domiciliar (foi detido em 23 de maio e colocado em prisão domiciliar em 21 de julho) – no total, cinco meses.

Assim, Gabriele deve permanecer ainda 13 meses preso, a não ser que o papa Bento XVI o perdoe antes.