Ex-jardineiro dos Kirchner é indiciado na Argentina

Ricardo Fabián Barrero foi indiciado por suposta incompatibilidade no exercício de suas atuais funções

Buenos Aires – Um procurador argentino indiciou nesta sexta-feira Ricardo Fabián Barrero, ex-jardineiro do falecido ex-presidente Néstor Kirchner e de sua viúva e atual governante, Cristina Kirchner, por suposta incompatibilidade no exercício de suas atuais funções.

A suposta incompatibilidade radica no fato que Barrero é atualmente concessionário da empresa de carga área Jet Paq e ao mesmo tempo faz parte da gerência do ente encarregado de controlá-la, o Organismo Regulador do Sistema Nacional de Aeroportos (ORSNA).

Barrero, encarregado de manter o jardim da residência dos Kirchner na cidade de Río Gallegos, passou a ser secretário do então presidente e mais tarde foi designado coordenador de relações institucionais de um centro experimental de indústrias culturais, informou nesta sexta-feira o site ‘Infobae’.

A acusação esteve a cargo do promotor Ramiro González, que exigiu que a ORSNA relate sob que modalidade Barrero foi contratado e solicitou o contrato de concessão do serviço de carga aérea das empresas Aerolíneas Argentinas e Austral com a Jet Paq.

Pessoas próximas a Kirchner, como seu ex-secretário particular, Daniel Muñoz, e o empresário Lázaro Baéz, foram acusadas nos últimos meses por supostos escândalos de corrupção.