Ex-congressista americano é condenado à prisão por abuso

Como parte da sentença,o juiz também recomendou que Hastert participe de um programa de tratamento para criminosos sexuais

O ex-presidente da Câmara de Representantes do Congresso americano Dennis Hastert foi condenado a 15 meses de prisão por pagar a uma vítima para que não denunciasse o abuso sofrido quando criança – anunciou a imprensa americana nesta quarta-feira.

Como parte da sentença, que também inclui dois anos de liberdade condicional, o juiz distrital Thomas Durkin de Chicago também recomendou que Hastert participe de um programa de tratamento para criminosos sexuais.

Promotores federais disseram que Hastert pagou a um homem um total de US$ 1,7 milhão – pouco menos da metade do montante acordado – entre 2010 e 2014 em parcelas periódicas, até que o governo começou a investigá-lo.