Ex-comandante do Exército turco acusado de golpe

Ilker Basbug foi detido nesta sexta-feira sob a acusação de integrar uma organização terrorista suspeita de querer derrubar o governo islamita-conservador

Istambul – O general da reserva Ilker Basbug, ex-comandante do Estado-Maior das Forças Armadas turcas, foi colocado em prisão preventiva nesta sexta-feira, sob a acusação de integrar uma organização terrorista suspeita de querer derrubar o governo islamita-conservador, anunciou a agência Anatolia.

“O 26º comandante do Estado-Maior da República turca lamentavelmente foi colocado em prisão preventiva por ter pertencido e dirigido uma organização terrorista e tentado derrubar o governo”, declarou Ilkay Sezer, advogado do militar, segundo a mesma agência.

Nos últimos anos, dezenas de oficiais – da ativa e da reserva – foram detidos em investigações de supostos complôs contra o governo, mas esta é a primeira vez que um ex-comandante do Exército é preso.

Na quinta-feira, o general Ilker Basbug, que deixou o Estado-Maior e passou à reserva em 2010, foi convocado pelo Ministério Público de Istambul como suspeito em uma investigação sobre uma campanha destinada a desacreditar o Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP, no poder).

A investigação segue pistas de denúncias sobre a criação de sites para difundir propaganda contra o governo e para desestabilizar a Turquia.