Europa manifesta preocupação com Hong Kong

A União Europeia manifestou preocupação com a situação em Hong Kong, pedindo moderação a todas as partes envolvidas nos protestos

Bruxelas – A União Europeia manifestou nesta quinta-feira preocupação com a situação em Hong Kong, pedindo moderação a todas as partes envolvidas nos protestos, após a advertência feita pelas autoridades aos manifestantes.

“Estamos preocupados com os eventos em Hong Kong” e “exortamos todas as partes a manterem a mesma moderação” mantida até o momento, anunciou em um comunicado o serviço diplomático da UE.

“Pedimos a todas as partes que atuem com um espírito de compromisso por uma solução construtiva dentro da Lei Fundamental e do princípio ‘Um país, dois sistemas'”, acrescentou o serviço diplomático.

A UE estava evitando comentar as manifestações, limitando-se a afirmar que acompanhava a situação de perto.

A tensão aumentou nesta quinta-feira em Hong Kong, onde as autoridades fizeram uma advertência aos manifestantes para que se dispersem. Os líderes do movimento de contestação exigem a instauração do sufrágio universal pleno e a renúncia do chefe do executivo local.