EUA: Elizabeth Warren passa Biden em pesquisa para eleição presidencial

Bernie Sanders aparece em terceiro, com 16%, seguido do prefeito de South Bend (Indiana), Pete Buttigieg (7%). Eleições americanas acontecem em 2020

A senadora de Massachusetts Elizabeth Warren superou o ex-vice-presidente Joe Biden na corrida pelas primárias do Partido Democrata para as eleições dos Estados Unidos de 2020 – aponta uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira (25).

De acordo com a sondagem da Universidade de Quinnipiac, 27% dos eleitores de tendência democrata e independentes de todo país se inclinaram por Warren, enquanto 25% preferem Biden.

Joe Biden vinha liderando as pesquisas entre os muitos pré-candidatos democratas que irão concorrer à presidência nas eleições americanas, mas Warren ganhou impulso e começou a atrair multidões para seus comícios de campanha.

Quinnipiac disse que, apesar de os resultados estarem dentro da margem de erro da pesquisa, é a primeira vez desde março que Warren supera Biden em uma de suas sondagens.

O senador de Vermont, Bernie Sanders, aparece em terceiro, com 16%, seguido do prefeito de South Bend (Indiana), Pete Buttigieg (7%), e da senadora da Califórnia, Kamala Harris (3%).

Na enquete nacional de agosto de Quinnipiac, Biden obteve 32% das preferências; Warren, 19%; e Sanders, 15%.

“Agora temos uma corrida com dois candidatos na parte superior do campo, e estão deixando para trás o restante do grupo”, disse o analista de pesquisas da Universidade de Quinnipiac, Tim Malloy.

Em duas pesquisas recentes, Warren superou Biden em Iowa e New Hampshire, os estados que votam primeiro para eleger um candidato democrata.

Uma enquete da Des Moines Register/CNN posicionou Warren com 22% dos votos entre os possíveis participantes nos caucus de Iowa, em comparação com os 20% de Biden e os 11% de Sanders.