EUA suspendem encontro programado com a Coreia do Norte em Nova York

O governo americano não detalhou as causas que motivaram a suspensão do encontro com o responsável pela inteligência norte-coreana

Washington – O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, anunciou nesta quarta-feira a suspensão do encontro programado para esta semana em Nova York com uma delegação da Coreia do Norte, embora não tenha revelado os motivos.

“A reunião do secretário de Estado Michael Pompeo com funcionários da República Democrática Popular da Coreia, programada para esta semana em Nova York, acontecerá agora em uma data posterior”, afirmou a porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert.

Veja também

O governo americano não detalhou as causas que motivaram a suspensão deste encontro com o responsável pela inteligência norte-coreana, Kim Yong-chol, nem para quando será remarcado.

“Voltaremos a convocá-lo quando nossos respectivos calendários permitirem”, comunicou Nauert.

A porta-voz ressaltou que as conversas entre ambas partes seguem acontecendo e que o governo do presidente Donald Trump “continua centrado em cumprir os compromissos estipulados” com o líder norte-coreano, Kim Jong-un.

No domingo passado Pompeo minimizou a importância da advertência feita no dia anterior por Pyongyang, que ameaçou em comunicado reativar seu programa atômico “se os Estados Unidos mantiverem seu comportamento arrogante sem mostrar nenhuma mudança na sua posição”.

Foi então que também anunciou o novo encontro que acabou sendo suspenso hoje.

O objetivo da reunião seria concretizar uma segunda cúpula entre os presidentes de ambos países, Donald Trump e Kim Jong-un, para destravar o diálogo para a desnuclearização de Pyongyang que se iniciou durante a histórica reunião de junho em Singapura.

Trump expressou sua vontade de programar em breve essa segunda cúpula, mas seu assessor de segurança nacional, John Bolton, declarou recentemente que a reunião poderia ser atrasada para o início de 2019, o que dilataria o processo de diálogo.

Pompeo visitou Pyongyang há um mês para preparar essa cúpula e se reuniu com Kim Jong-un, mas não deu sinais de que a reunião tivesse produzido grandes avanços em relação a um segundo encontro de governantes.