EUA: S&P cometeu erro de US$ 2 trilhões em seus cálculos

Um porta-voz do Departamento do Tesouro assegura que "um julgamento errado por um erro de US$ 2 trilhões fala por si só".

Washington – A agência de classificação de riscos Standard and Poor’s cometeu um erro de US$ 2 trilhões em seus cálculos para rebaixar de AAA a AA+ a dívida americana pela primeira vez na história do país, segundo o Departamento do Tesouro.

Em declarações publicadas na edição digital do diário “The Wall Street Journal”, um porta-voz do Departamento do Tesouro assegura que “um julgamento errado por um erro de US$ 2 trilhões fala por si só”.

Segundo a versão do Tesouro, este recebeu a análise da agência de qualificação de crédito na tarde desta sexta-feira e alertou o S&P de um erro que elevava as projeções do déficit futuro em US$ 2 trilhões.

Em seu comunicado, a Standard and Poor’s indicou que “o rebaixamento foi decidido porque a consolidação fiscal estipulada pelo Congresso e a Administração fica aquém da necessária para estabilizar a dinâmica da dívida do Governo a médio prazo”.

Desta forma, a agência cumpriu as advertências de rebaixamento da dívida dos EUA que emitira nas últimas semanas, durante as negociações no Congresso americano para elevar o teto da dívida e evitar a temida moratória