EUA retiram grupo do Irã de lista de organizaçõs terroristas

A decisão se baseia ''na renúncia pública do grupo à violência, a ausência de atos terroristas em mais de uma década"

Washington – O Departamento de Estado americano anunciou nesta sexta-feira a retirada do grupo iraniano Organização dos Mujahedins do Povo do Irã da lista de organizações terroristas, na qual figurava desde a década de 90.

A decisão se baseia ”na renúncia pública do grupo à violência, a ausência de atos terroristas em mais de uma década, e sua cooperação no fechamento pacífico do acampamento Ashraf (no Iraque), sua história base paramilitar”, apontou por meio de nota de imprensa, o Governo dos Estados Unidos.

Deste modo, a partir de hoje, não há mais sanções contra cidadãos e organizações americanas que mantenham relações com a Organização dos Mujahedins do Povo do Irã e seus membros.

Os Estados Unidos, no entanto, afirmam no comunicado que ”não esquecem a implicação do grupo nos atos de terrorismo, entre eles o assassinato de americanos no Irã na década de 70 e um atentado em território americano em 1992”.

Washington também expressou ”sérias preocupações sobre a organização, especialmente no que diz respeito as alegações de abusos cometidos contra seus próprios membros”.

Por último, é ressaltado o ”compromisso humanitário por uma resolução segura e estável à situação em Camp Ashraf”. O Governo americano dá respaldo aos esforços liderados pela ONU para realocar os antigos residentes do campo fora do Iraque.